Bem-vindo: Sex, 10 de Abril 2020, 10:38 Pesquisa avançada

Debian GNU/Hurd 2013

Secção dedicada a Noticias! Aqui poderá partilhar todas as notícias relativas ao Ubuntu. No entanto, poderá publicar também notícias sobre software livre em geral: outras distribuições e até conferências

Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor nuno_nunes » Qua, 22 de Maio 2013, 20:06

A equipe de desenvolvimento do GNU/Hurd junto ao projeto Debian acaba de liberar a versão de sua distribuição baseada no Debian 7 "Wheezy" com o kernel GNU Hurd. O Debian GNU/Hurd 2012 é o primeiro grande lançamento da distribuição após anos de trabalho de desenvolvimento, mesmo sabendo que esse não é um lançamento oficial do Projeto Debian. Para quem não sabe o kernel Hurd é um micro-kernel no estilo Unix baseado no kernel Mach, já estando em desenvolvimento desde o ano de 1990.


Após a instalação os usuários são apresentados a interface de linha de comando. A configuração do X.org é explicada na documentação do projeto.


O Debian GNU/Hurd está disponível para arquitetura i386, e os desenvolvedores informam que mais de 10.000 pacotes ja estão disponíveis nos repositórios, onde afirmam que essa quantidade equivale a 75 por cento de todo o arquivo Debian. Esse lançamento utiliza a versão 1.3.99 do kernel GNU/Hurd, no qual os desenvolvedores afirmam que o mesmo alcançou "um estado bastante decente" dado a limitada gama de recursos do projeto. O GNU/Hurd é complementado pelas usuais ferramentas e programas do Debian. O sistema também pode ser instalado com o familiar instalador gráfico do Debian.

O Debian GNU/Hurd 2013 está disponível para download como CD, DVD e imagem de instalação via rede, através dos servidores Debian Ports. O projeto oferece documentação para configuração, além de uma FAQ e uma visão geral do atual estado do kernel utilizado.

Saiba Mais: Debian GNU/Hurd 2013 rounded up (em Inglês)

Fonte: Under Linux


Avatar do usuário
nuno_nunes
 
Mensagens: 3931
Registrado em: 28 Maio, 2012
Localização: Pampilhosa da Serra - Portugal

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Claudio Novais » Qua, 22 de Maio 2013, 21:46

Neste momento o Stallman deve estar no delírio depois de ver esta notícia!! :D
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Luis Cardoso » Qua, 22 de Maio 2013, 21:57

Nesta altura do campeonato e ainda temos de configurar o X à unha?
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Claudio Novais » Qui, 23 de Maio 2013, 0:15

Tendo em conta que esse deve ser o Kernel mais lento da história, não sei o porquê do espanto Luís! :twisted:
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Exploit » Qui, 23 de Maio 2013, 3:58

:troll: 23 anos e ainda neste estado.. vai longe
Avatar do usuário
Exploit
 
Mensagens: 1297
Registrado em: 31 Agosto, 2011

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor ATodoBom » Qui, 23 de Maio 2013, 4:18

O HURD tem um conceito mais acadêmico. O Linux não é um microkernel. O HURD tem esse conceito de microkernel. Em tese você conseguiria atualizar o próprio kernel sem reiniciar a máquina. Apenas um miolo muito central do kernel iria exigir essa prática. Ele tem a finalidade de sem mais portável e uma maior facilidade de desenvolvimentos de módulos (drivers).
Acredito que num tempo futuro, caso o HURD seja amplamente desenvolvido. Não tenhamos dúvidas em optar pelo HURD ao invés de Linux.
É claro e óbvio que isso não significa jogar fora toda a tragetória do Linux. Pelo contrário. Toda a expertise conquistada com o Linux poderá, e certamente será, utilizada no HURD.
Um abraço a todos

Antonio Augusto Todo Bom Neto
Avatar do usuário
ATodoBom
 
Mensagens: 5
Registrado em: 16 Novembro, 2012
Localização: São José dos Campos - SP

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Luis Cardoso » Qui, 23 de Maio 2013, 14:32

ATodoBom (23-05-2013, 3:18) escreveu:O HURD tem um conceito mais acadêmico. O Linux não é um microkernel. O HURD tem esse conceito de microkernel. Em tese você conseguiria atualizar o próprio kernel sem reiniciar a máquina. Apenas um miolo muito central do kernel iria exigir essa prática. Ele tem a finalidade de sem mais portável e uma maior facilidade de desenvolvimentos de módulos (drivers).
Acredito que num tempo futuro, caso o HURD seja amplamente desenvolvido. Não tenhamos dúvidas em optar pelo HURD ao invés de Linux.
É claro e óbvio que isso não significa jogar fora toda a tragetória do Linux. Pelo contrário. Toda a expertise conquistada com o Linux poderá, e certamente será, utilizada no HURD.

Sem dúvida, a sua filosofia é das melhores, mas a maneira como está a evoluir a passo de caracol... Faz com que muitos interessados deixem o projeto de parte... :\
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor ATodoBom » Qui, 23 de Maio 2013, 14:59

Luis Cardoso (23-05-2013, 13:32) escreveu:
ATodoBom (23-05-2013, 3:18) escreveu:O HURD tem um conceito mais acadêmico. [snip]
Acredito que num tempo futuro, caso o HURD seja amplamente desenvolvido. Não tenhamos dúvidas em optar pelo HURD ao invés de Linux.
É claro e óbvio que isso não significa jogar fora toda a tragetória do Linux. Pelo contrário. Toda a expertise conquistada com o Linux poderá, e certamente será, utilizada no HURD.

Sem dúvida, a sua filosofia é das melhores, mas a maneira como está a evoluir a passo de caracol... Faz com que muitos interessados deixem o projeto de parte... :\


Na verdade o contrário. O HURD era um projeto quase sem desenvolvedores há pouquíssimo tempo.
E está ganhando colaboradores nos últimos momentos.
É exatamente o contrário do que você imaginou há pouco. Como muita coisa nessa vida, as pessoas vão se juntando conforme vão vendo algum resultado.
Como muitos projetos do tipo, os grandes interessados de momento são os acadêmicos, vendo nele uma oportunidade de estabelecer teses, teorizar, e colocar as teorias em prática.
Na sequência virão os entusiastas, adeptos, e por último as empresas.
O que importa não é a velocidade, mas a direção. Já temos um kernel muito bom, o Linux. Para o Hurd ocupar seu espaço terá que compreender questões não cobertas ou cobertas com problemas, pelo Linux.
As pessoas envolvidas com o Hurd, hoje, ainda não estão preocupadas com o tempo de desenvolvimento tanto quanto com o tipo de desenvolvimento.
Estes conceitos são difíceis de serem encarados para quem está acostumado a enxergar apenas o mundo altamente competitivo, entre Microsoft, Apple, Oracle e outros. Pois trata-se de outro ambiente e outros interesses.
Quero lembrar que ARM, a arquitetura de processadores presente hoje em quase totalidade de celulares, desde os elementares até os top smartphones, era um conceito altamente acadêmico, sem compromisso mercadológico. Usado para aulas de engenharia da computação nas melhores universidades do mundo. Mas que tinha um conceito tão apurado e moderno que não havia como fabricar. Aos poucos, a arquitetura ARM foi se tornando possível, depois exequível, e hoje inexoravelmente necessária.
O mesmo poderá ocorrer com o Hurd, somente o tempo dirá.
Um abraço a todos

Antonio Augusto Todo Bom Neto
Avatar do usuário
ATodoBom
 
Mensagens: 5
Registrado em: 16 Novembro, 2012
Localização: São José dos Campos - SP

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Claudio Novais » Qui, 23 de Maio 2013, 15:36

@Antonio, estou a gostar muito de ver as suas participações aqui no Fórum! É ótimo aprender e você para além de apresentar boas respostas, escreve bem!

Sobre o Hurd, efetivamente lembro-me de há uns meses se falar disso que é algo recente esta nova vaga por este sistema que o senhor Stallman tanto gosta. Acredito que com essa vaga mais esta notícia do Debian, algumas coisas possam mudar, um pouco talvez à imagem dos sistemas ARM como você falou e que eu desconhecia.
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Debian GNU/Hurd 2013

Mensagempor Luis Cardoso » Qui, 23 de Maio 2013, 19:15

ATodoBom (23-05-2013, 13:59) escreveu:
Luis Cardoso (23-05-2013, 13:32) escreveu:
ATodoBom (23-05-2013, 3:18) escreveu:O HURD tem um conceito mais acadêmico. [snip]
Acredito que num tempo futuro, caso o HURD seja amplamente desenvolvido. Não tenhamos dúvidas em optar pelo HURD ao invés de Linux.
É claro e óbvio que isso não significa jogar fora toda a tragetória do Linux. Pelo contrário. Toda a expertise conquistada com o Linux poderá, e certamente será, utilizada no HURD.

Sem dúvida, a sua filosofia é das melhores, mas a maneira como está a evoluir a passo de caracol... Faz com que muitos interessados deixem o projeto de parte... :\


Na verdade o contrário. O HURD era um projeto quase sem desenvolvedores há pouquíssimo tempo.
E está ganhando colaboradores nos últimos momentos.
É exatamente o contrário do que você imaginou há pouco. Como muita coisa nessa vida, as pessoas vão se juntando conforme vão vendo algum resultado.
Como muitos projetos do tipo, os grandes interessados de momento são os acadêmicos, vendo nele uma oportunidade de estabelecer teses, teorizar, e colocar as teorias em prática.
Na sequência virão os entusiastas, adeptos, e por último as empresas.
O que importa não é a velocidade, mas a direção. Já temos um kernel muito bom, o Linux. Para o Hurd ocupar seu espaço terá que compreender questões não cobertas ou cobertas com problemas, pelo Linux.
As pessoas envolvidas com o Hurd, hoje, ainda não estão preocupadas com o tempo de desenvolvimento tanto quanto com o tipo de desenvolvimento.
Estes conceitos são difíceis de serem encarados para quem está acostumado a enxergar apenas o mundo altamente competitivo, entre Microsoft, Apple, Oracle e outros. Pois trata-se de outro ambiente e outros interesses.
Quero lembrar que ARM, a arquitetura de processadores presente hoje em quase totalidade de celulares, desde os elementares até os top smartphones, era um conceito altamente acadêmico, sem compromisso mercadológico. Usado para aulas de engenharia da computação nas melhores universidades do mundo. Mas que tinha um conceito tão apurado e moderno que não havia como fabricar. Aos poucos, a arquitetura ARM foi se tornando possível, depois exequível, e hoje inexoravelmente necessária.
O mesmo poderá ocorrer com o Hurd, somente o tempo dirá.

Sim, sim, mas o que eu quis dizer -- «Faz com que muitos interessados deixem o projeto de parte... :\» -- era no sentido do utilizador final.

Acho bem que seja usado a nível académico, mas para algo evoluir, é necessário haver interessados, em usar, fora do círculo de desenvolvimento (eu era um dos interessados, mas dadas as propriedades do Hurd, não o posso testar no meu portátil, por exemplo).

O facto de ainda estarem numa fase que ainda exige muito do utilizador final, não chama grande atenção, atenção essa que é bastante necessária para quem está a desenvolver algo do género (eu bem vi quando fiz investigação, a dificuldade que foi arranjar voluntários para poder arranjar uma grande variedade de dados).
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal


Voltar para Notícias

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 114 visitantes