Bem-vindo: Qui, 27 de Fevereiro 2020, 0:19 Pesquisa avançada

Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Secção dedicada a Noticias que não estejam diretamente relacionadas com Software OpenSource! Partilhe aqui notícias sobre Internet, Curiosidades, Guiness, Desporto, Astronomia... resumidamente de tudo! :)

Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Claudio Novais » Sex, 20 de Setembro 2013, 0:02

O desenvolvedor Jeff Hoogland anunciou o lançamento da versão final do Bodhi Linux 2.4.0, uma distribuição desktop Linux minimalista, baseada no Ubuntu 12.04.

Depois de praticamente seis meses desde o último lançamento de Bodhi Linux, a nova versão que inclusive nós referimos aqui, traz as suas atualizações do sistema, além de downloads diretos das imagens ISO a partir do Source Forge. Lembrando que o lançamento 2.4.0 apresenta três imagens ISO, além da versão 0.17.4 do ambiente desktop Enlightenment, a versão 0.5.5 do navegador web Midori e o kernel Linux 3.8. 

Bodhi Linux é uma distribuição baseada no Ubuntu para ambientes desktop, com o gerenciador de janelas Enlightenment que dá um toque muito elegante e leve. O projeto, que integra e pré-configura a mais recente builds do Enlightenment diretamente do repositório de desenvolvimento do projeto, oferece modularidade, alto nível de personalização e escolha de temas.


Referências:



Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor rruella » Sáb, 21 de Setembro 2013, 13:07

já reparei que entre as .iso's do bodhi de 32 a uma grande diferença de tamanho pae e non-pae.
mas como sou curioso gostaria de saber o que perdemos na non-pae, se é menor?
Avatar do usuário
rruella
 
Mensagens: 6
Registrado em: 09 Outubro, 2011

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Claudio Novais » Sáb, 21 de Setembro 2013, 17:29

Olá rruella,

Não fui confirmar, mas a diferença entre uma versão e outra está no kernel que dá possibilidade de ser ter mais de 4GB de memória RAM num computador de 32 bits. Relembro que esta é a maior limitação de um computador de 32bits, é uma limitação física que através de algorítmos implementados no Kernel consegue-se ultrapassar.

O problema desses módulos adicionais no Kernel (possivelmente é daí que vem a tal diferença de tamanho) é que fazem o sistema funcionar de forma semelhante a um sistema de 64bits que tem em sua génese um uso da memória bastante mais dispendioso.

Portanto, para quem não tem mais de 4GB de memória a minha recomendação é, sem dúvida, a utilização de um Kernel non-PAE.
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Luis Cardoso » Sáb, 21 de Setembro 2013, 18:36

Claudio Novais (21-09-2013, 17:29) escreveu:Olá rruella,

Não fui confirmar, mas a diferença entre uma versão e outra está no kernel que dá possibilidade de ser ter mais de 4GB de memória RAM num computador de 32 bits. Relembro que esta é a maior limitação de um computador de 32bits, é uma limitação física que através de algorítmos implementados no Kernel consegue-se ultrapassar.

O problema desses módulos adicionais no Kernel (possivelmente é daí que vem a tal diferença de tamanho) é que fazem o sistema funcionar de forma semelhante a um sistema de 64bits que tem em sua génese um uso da memória bastante mais dispendioso.

Portanto, para quem não tem mais de 4GB de memória a minha recomendação é, sem dúvida, a utilização de um Kernel non-PAE.

¬¬ Na realidade, não deveria ser assim tanta a diferença, visto que tanto faz lidar com memória < ou > de 4GB de RAM em 32 bit. O que muda, isto sim, é apenas uma flag e uma adição de uns tantos opcodes, mas isso não deveria fazer assim tanta diferença... Nem sei porque fazem tanta questão de fragmentarem o Kernel, tenho a ideia que muitas das funções (para aí mais de 90%) serão exactamente iguais, mudando apenas a precisão dos cálculos matemáticos...
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Claudio Novais » Sáb, 21 de Setembro 2013, 18:56

Não tenho a certeza, mas provavelmente a versão non-PAE não deve ser um Kernel atual. E se assim for muito provavelmente está aí o porquê de haver essa diferença.
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Luis Cardoso » Sáb, 21 de Setembro 2013, 19:33

Claudio Novais (21-09-2013, 18:56) escreveu:Não tenho a certeza, mas provavelmente a versão non-PAE não deve ser um Kernel atual. E se assim for muito provavelmente está aí o porquê de haver essa diferença.

Eu tenho os dois no Debian (non-PAE e PAE), e são tão actuais como o do Ubuntu 12.04!
No Debian tenho:
  • 3.2.0-4-686-pae → 80,7MB
  • 3.2.0-4-486 → 79,7MB
Como vês, só difere de 1MB...
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor hailton » Sáb, 21 de Setembro 2013, 19:52

Claudio, acho que todas as versões possuem kernel atualizado, mas optar por PAE certamente não é uma boa ideia. A melhor escolha para quem possui mais de 4GB de memória RAM é 64 bits. Veja:

"Uma dúvida comum é com relação ao uso do PAE (Physical Address Extension), uma extensão para processadores de 32 bits, presente desde o Pentium Pro, que adiciona 4 bits ao endereçamento da memória, permitindo que o processador seja capaz de acessar até 16 páginas de 4 GB cada, totalizando 64 GB. Cada programa continua restrito a um máximo de 4 GB, mas o sistema pode alocar diferentes páginas para aplicativos diferentes, utilizando assim toda a memória disponível.
O PAE já foi muito usado em servidores, mas foi logo substituído pelo uso de processadores e sistemas operacionais de 64 bits. Ele é suportado pelo Windows Server 2003 e pelo Windows 2000, onde pode ser ativado através da opção '/PAE' no arquivo boot.ini, mas não é uma solução viável para quem precisa usar mais do que 4 GB de memória em um desktop, devido a uma série de problemas relacionados aos drivers.
O PAE apresenta endereços de 64 bits aos drivers, o que torna necessário que eles sejam modificados para utilizar o sistema. Como o uso do PAE sempre foi limitado a servidores, muitos dispositivos não possuem drivers compatíveis e nem sempre é fácil encontrar os disponíveis. Existem ainda problemas de compatibilidade com diversos aplicativos. Atualmente, é muito mais simples migrar para as versões de 64 bits do Vista (ou mesmo para o XP de 64 bits) do que passar a utilizar o PAE, de forma que é melhor não perder tempo com ele no caso dos desktops.
Outro problema fundamental do PAE é a questão do desempenho. O processador continua sendo capaz de acessar apenas 4 GB de memória por vez e precisa chavear continuamente entre as páginas disponíveis. Além de demorar um certo tempo, cada chaveamento faz com que os dados armazenados nos caches precisem ser completamente substituídos, o que prejudica de forma perceptível o desempenho. Ou seja, tentar usar o PAE em um desktop para acessar mais memória e assim melhorar o desempenho é simplesmente contra produtivo."

Fonte

hailton
 
Mensagens: 174
Registrado em: 02 Setembro, 2013

Re: Lançada a versão final do Bodhi Linux 2.4.0

Mensagempor Luis Cardoso » Sáb, 21 de Setembro 2013, 22:30

E está aqui a explicação do porquê do meu portátil se dar bem com Kernel 32 e 64 bit, mas com o 32-PAE ficar uma desgraça, problemas de drivers e CPU a moer devido ao sistema usado estar na presença de PAE... O meu portátil apenas tem um Core, mas ele sozinho consegue suportar 32 ou 64 bit, mas quando se depara com 32-PAE, é uma desgraça...

No Debian se opto por Kernel 32 bit, funciona lindamente. Se opto por Kernel 32 bit PAE, a ventoinha dispara logo que nem uma doida e o CPU está sempre acima dos 7~30%, face aos 0~3% do non-PAE.

Quando usei Ubuntu 64 bit neste portátil (sim, tem apenas 2GB de RAM, era uma loucura, eu sei), só quando estava à beira de estourar as 2GB de RAM é que se ouvia a ventoinha feita maluca... Mas fora isso, funcionava melhor que o Ubuntu 32 bit, que vem com Kernel PAE.
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10455
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal


Voltar para Notícias Gerais

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 8 visitantes