Bem-vindo: Dom, 20 de Outubro 2019, 20:48 Pesquisa avançada

ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Esta secção é dirigida a todo o tipo de conversas que não se enquadrem nas secções acima. São proibidas conversas com teor racista, religioso, político, pornográfico, violento entre outros semelhantes.

ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor Luciano Fernandes » Qui, 15 de Dezembro 2011, 4:29

Bom dia, desejo que todos(as) estejam bem :!: :OK:


Com o horroroso mau exemplo que o projeto (será que é um projeto mesmo...?! :facepalm2: ) Linux Mint (azedado agora... :\ ) deu, aproveito para trazer aqui um texto informal de cunho muito didaticamente sucinto ao caso em questão (e talvez até, muitos e muitos outros...) escrito pelo Glenn Hummes


ReFiSeFuQui: O que é isso??

Olá, pessoas!!!

[...] Mas o que cargas-d’água isso significa?

Simples… essa é a abreviação para a colossal massa de tempo, esforço e dinheiro desperdiçado em prol do ego próprio, mas sem, obviamente, esforço em ajudar a comunidade de código aberto/software livre: as famosas “Remasters de Fins de Semana e Fundos de Quintal”!!!

Essas m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a-s coisas são provas de que, se não está contente, pode mudar o papel de parede e lançar algo novo sem ter medo de ser esculachado, e ainda será agraciado com uma palestra num FISL futuramente…

E os argumentos para apoiá-las são sempre os mesmos: “Tive dificuldade com o Várzea Linux, então, criei o Aspira Linux para ser mais fácil e mais rápido…”, ou então “Quero ajudar a comunidade de CA/SL a disseminar o nome do Linux…”, ou pior… “Essa distro é brasileira, criada para nosso usuários, nosso Brasil, tão carente de distribuições em nossa língua…”

Obviamente, isso virou uma religião para alguns usuários Linux. E se tornou algo tão xiita que você poderá ser apedrejado em fóruns de fanáticos por essas ReFiSeFuQui’s, com argumentos como: “Você não sabe o que é CA/SL…”, ou “Está com inveja porquê não sabe fazer a mesma coisa…”, ou o pior de todos os argumentos… “Você é contra o Linux…”

ReFiSeFuQui’s nada mais são que só isso mesmo: REMASTERS feitas no tempo livre EM FINS DE SEMANA nos FUNDOS DE QUINTAIS, sem a menor preocupação de criar algo novo e que demonstre em poucas palavras uma evolução real e concreta do que foi feito até hoje, ao contrário, demonstram o total despreparo de algumas pessoas, o grande e inchado ego dos chamados “times de desenvolvimento” e a total falta de respeito com uma comunidade de programadores e distribuições sérias.

Geralmente, quando você pega uma ReFiSeFuQui Linux, distribuidas e criadas via blogs, fóruns e sites, e a testa, dá a impressão de ter alguma novidade, pois sempre colocam em suas páginas web argumentos como: desktop 3D, atualização, segurança, otimização, painel de controle, etc., etc. e etc. . Em meia hora de uso da ReFiSeFuQui Linux, você já sente um certo enjôo, pois vê que de onde ela foi baseada, pouca coisa ou nada mudou. O refisefuqueiro mudou nada mais que papéis de parede e temas de ícones.

Isso sem falar que, no interior, a ReFiSeFuQui Linux ainda baseia suas atualizações e todo o serviço de estabilização, correção de segurança e implementação de novos serviços nos servidores da distribuição em que se baseiam, ou seja: vivem na carótida de distribuições que gastam seu tempo e dinheiro tentando melhorar seus sistemas, e os sanguessugas grudam neles, sem ao menos oferecer algo em respeito á distribuição-mãe, isso quando não omitem TUDO que a distribuição-mãe oferece.

Essa (ou essas) ReFiSeFuQui Linux não mudam absolutamente nada no sistema. Aplicam patches, atualizam programas e não dão créditos sobre os criadores verdadeiros. Não escrevem uma só linha de código para corrigir bugs no kernel Linux ou aplicações. E o pior de tudo: desrespeitam a GPL em muitas cláusulas, onde o responsável (ou responsáveis) pela ReFiSeFuQui Linux não oferecem nem o código-fonte da remaster, jogando a responsabilidade totalmente nas costas das distribuições, tentando tapar o sol com uma peneira, dizendo sempre que, nesta hora, é uma “distro baseada em outra distro”, usando o argumento do João Sem Braço e muitas vezes argumentando sem ler ou mesmo ignorando esse ponto da GPL.

Essas ReFiSeFuQui’s Linux mostram o pior do pior dentro da comunidade CA/SL. Pessoas egocêntricas, preocupadas mais em manter seu nome acima daquilo que oferece, e oferecendo algo que não corresponde muitas vezes à realidade. Esse tipo de coisa é que afasta o usuário leigo, pois vê milhares de opções desconexas, com poucas diferenças entre si, e acaba por não entender o que é realmente Linux ou distribuição.

Como disse no início, são desperdiçados esforços em comum. Muitas vezes as ReFiSeFuQui se baseiam em um script ou algum diferencial somente. Se todas se juntassem, juntassem seus esforços e suas pequenas criações, teríamos algo único e gigantesco, que facilitaria para um leigo. Mas o êxtase em ter seu nome como “criador, mantenedor e Deus da ReFiSeFuQui” é o que manda.

O refisefuqueiro jamais aceitará ser um subalterno no time. O refisefuqueiro quer ser o seu próprio ReFiSeFuQuer, quer refusificar à todos, quer que os seus lacaios refisefuquem mais ainda em seu nome e em nome de uma coisa que nada representa o espírito verdadeiro do CA/SL, ao contrário o deturpam: unir-se em uma comunidade para levantar o nome do Linux, e o bem comum deveria ser somente isso.

P.S.: Aspira Linux é a prometida e esperada remaster do Várzea Linux, que o Nerdson ainda está tentando terminar (ou foi descontinuada, sei lá), participante do programa “One Distro Per Child”, onde todas as ReFiSeFuQui’s Linux estão incluidas também…

Glenn Hummes

Direto da redação do Linux BR =D

Caso tenha gostado da notícia, por favor, prestigie a fonte para este e outros assuntos afins! :obrigado: o :ubuntued: agradece sua preferência, volte sempre! ;)


:arrow: ORIGEM CRIACIONAL: linuxbr.inf.br



Vivamos a LIBERDADE com total DIGNIDADE!
"[...] For we can do nothing against the TRUTH, but for the TRUTH..."
Avatar do usuário
Luciano Fernandes
Nuntius Express
 
Mensagens: 1070
Registrado em: 26 Junho, 2011
Localização: Rio de Janeiro, Brazil.

Re: ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor ZonZor » Qui, 15 de Dezembro 2011, 15:08

Dispersão é o problema do software livre, o android também sofre disso :roll:
Avatar do usuário
ZonZor
 
Mensagens: 105
Registrado em: 10 Julho, 2011

Re: ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor Claudio Novais » Qui, 15 de Dezembro 2011, 16:36

Apesar de muitas vezes cada um "puxar a brasa para a sua sardinha", a verdade é que no geral, o Linux cresce. E basicamente é isso mesmo que queremos. Se algumas distros desaparecem tão rapidamente como apareceram? Verdade, mas não deixam de ter o seu contributo. Por exemplo, tenho a certeza que o Kurumin foi um grande impulsionador e se calhar pelo mundo inteiro não chegou a ser uma distro de renome. O mesmo acontece com os contributos de cada distro conhecida ou não, nomeadamente de OpenSuse, Fedora, Ubuntu claro :D e mesmo as mais pequenas como o Elementary com o seu Nautilus e Marlin e o Mint com o Gnome2 compatível com 3 e seu próprio menu.

O que quero dizer com isto? Que apesar de haver muita dispersão que faz com que o caminho não seja percorrido da forma mais ágil, a verdade é que estamos sempre a evoluir e muitas vezes por causa dessa dispersão os caminhos mudam-se para melhor ainda. Caso houvesse um caminho definido inicialmente provavelmente não haveriam ideias como o KDE4, gnome3, Marlin, Unity e muitos outros software diferentes do comum.
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor Davysson Silva » Sex, 16 de Dezembro 2011, 1:07

Claudio Novais » Qui Dez 15, 2011 4:36 pm escreveu:Apesar de muitas vezes cada um "puxar a brasa para a sua sardinha", a verdade é que no geral, o Linux cresce. E basicamente é isso mesmo que queremos. Se algumas distros desaparecem tão rapidamente como apareceram? Verdade, mas não deixam de ter o seu contributo. Por exemplo, tenho a certeza que o Kurumin foi um grande impulsionador e se calhar pelo mundo inteiro não chegou a ser uma distro de renome. O mesmo acontece com os contributos de cada distro conhecida ou não, nomeadamente de OpenSuse, Fedora, Ubuntu claro :D e mesmo as mais pequenas como o Elementary com o seu Nautilus e Marlin e o Mint com o Gnome2 compatível com 3 e seu próprio menu.

O que quero dizer com isto? Que apesar de haver muita dispersão que faz com que o caminho não seja percorrido da forma mais ágil, a verdade é que estamos sempre a evoluir e muitas vezes por causa dessa dispersão os caminhos mudam-se para melhor ainda. Caso houvesse um caminho definido inicialmente provavelmente não haveriam ideias como o KDE4, gnome3, Marlin, Unity e muitos outros software diferentes do comum.

Penso da mesma forma, o que me deixa triste é ver algumas vezes desenvolvedores linux brigando, querendo menosprezar outras distribuições ou projetos.

Independente de kde, gnome, unity todos usamos linux, e no final é isso que importa xD
Avatar do usuário
Davysson Silva
 
Mensagens: 933
Registrado em: 14 Junho, 2011

Re: ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor Ron Alon » Qui, 14 de Junho 2012, 2:40

#reupando

O Mint hoje é um refisefuqui ou é mais um fork como o elementaryos?
Avatar do usuário
Ron Alon
Redator Geekzinho
 
Mensagens: 4145
Registrado em: 27 Julho, 2011
Localização: São Vicente-SP / Brasil

Re: ReFiSeFuQui, já foi (ou é) vítima de alguma(as)...!?

Mensagempor Gramathur » Qui, 14 de Junho 2012, 6:16

Eu uso um ReFiSeFuQui e gosto! kkk

Devido a instabilidade do Unity e alguns bugs do Ubuntu, já desde a versão 11.04, não há outro caminho a não ser usar um ReFiSeFuQui Remix. Pelo menos é a única forma que encontrei para continuar usando Ubuntu sem os problemas que ele anda trazendo.

Luciano, parabéns pelo artigo.

Gramathur
 
Mensagens: 220
Registrado em: 09 Junho, 2011


Voltar para Seja livre e converse! [OFF-TOPIC]

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Google [Bot] e 111 visitantes

cron