Bem-vindo: Ter, 17 de Outubro 2017, 12:12 Pesquisa avançada

Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Você encontrou o Ubuntu em algum sítio? Num filme, na TV ou até num computador público? Então partilhe aqui as imagens/vídeos!

Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor yuryrodrigues » Qui, 17 de Abril 2014, 4:47

Voltei, depois de muito tempo. A vida anda corrida...

Ontem, 16/04, foi ao Term. Metrô Corinthians Itaquera, em São Paulo-SP/Brasil, e precisei utilizar uma lanhouse para impressão de alguns documentos. A único local onde poderia está imprimindo, pelo que me informaram, era no Acessa SP (uma lanhouse grátis + 3 impressões por dia gratuitas). Me dirige ao local e quando vou utilizar o computador, para meu espanto, era o Windows 7, só que não. Era uma distribuição Linux com um tema do Windows 7.

Estava atrasado, então não deu para me aventurar e descobrir qual era distribuição Linux. No desktop tinha os ícones do Chromium, Firefox, Orca, Skype e do Thunar.

Acredito que era o Debian ou o Ubuntu. O ambiente gráfico, com certeza, era o XFCE. O resultado foi realmente impressionante. Não dava para se notar que era Linux, qualquer leigo diria que era o Windows 7 (Original).

Avatar do usuário
yuryrodrigues
 
Mensagens: 835
Registrado em: 31 Outubro, 2011

Re: Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor Xterminator » Qui, 17 de Abril 2014, 16:35

yuryrodrigues (17-04-2014, 4:47) escreveu:Voltei, depois de muito tempo. A vida anda corrida...

Ontem, 16/04, foi ao Term. Metrô Corinthians Itaquera, em São Paulo-SP/Brasil, e precisei utilizar uma lanhouse para impressão de alguns documentos. A único local onde poderia está imprimindo, pelo que me informaram, era no Acessa SP (uma lanhouse grátis + 3 impressões por dia gratuitas). Me dirige ao local e quando vou utilizar o computador, para meu espanto, era o Windows 7, só que não. Era uma distribuição Linux com um tema do Windows 7.

Estava atrasado, então não deu para me aventurar e descobrir qual era distribuição Linux. No desktop tinha os ícones do Chromium, Firefox, Orca, Skype e do Thunar.

Acredito que era o Debian ou o Ubuntu. O ambiente gráfico, com certeza, era o XFCE. O resultado foi realmente impressionante. Não dava para se notar que era Linux, qualquer leigo diria que era o Windows 7 (Original).


Acho uma abordagem um tanto ruim, pois isto pressupõe que todo usuário se sente melhor utilizando
algo parecido com o Windows, acho que se tratando de ações sociais, deveria deixar bem claro que
se está utilizando Linux, mostrar para o cidadão que ele tem "alternativas" e que estas são gratuitas, o que mais ví durante o tempo que utilizo linux, são administradores procurando N formas de fazer o Linux ficar parecido com o Windows, acho um baita desperdício de tempo, pois sempre será Linux e uma hora ou outra o usuário percebe isto, é simplesmente ridículo. :notOK:
Acho que a forma correta é deixar isto bem claro, como foram feitos nos Telecentros, onde além de permitir o acesso da população, são oferecidos diversos cursos gratuitos sobre Linux e Software Livre. :yeah:
http://www.mc.gov.br/telecentros
Os telecentros são espaços sem fins lucrativos, de acesso público e gratuito, com computadores conectados à internet, disponíveis para diversos usos. O objetivo é promover o desenvolvimento social e econômico das comunidades atendidas, reduzindo a exclusão social e criando oportunidades de inclusão digital aos cidadãos.

Os telecentros oferecem cursos e atividades, além de funcionarem como espaço de integração, cultura e lazer. Os frequentadores contam com assistência de monitores qualificados, que atuam como gestores locais.

Atualmente, existem 7.755 telecentros em funcionamento em todo o Brasil. Eles foram instalados por meio de uma parceria entre ministérios, prefeituras e entidades, que são responsáveis pela manutenção desses espaços.
Avatar do usuário
Xterminator
 
Mensagens: 505
Registrado em: 26 Julho, 2012
Localização: Hortolândia - SP / Brasil

Re: Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor Bitetti » Qui, 17 de Abril 2014, 17:07

pode parecer ruim, de fato é em certos termos, mas o objetivo n é só atrair o público que carece de conhecimento e acesso a informação, mas tb o público em geral e os q tem um mínimo de conhecimento são influenciados por preconceitos, pra estes essa alternativa dá um certo "cala a boca" pra evitar criticas negativas sem fundamento.
Avatar do usuário
Bitetti
 
Mensagens: 875
Registrado em: 03 Janeiro, 2012
Localização: São Paulo

Re: Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor Miguel Fonseca » Qui, 17 de Abril 2014, 17:09

Boas Xterminator, embora concorde com o que escreveste, também existe a outra face da moeda!

Mais de 90% da População Mundial que "mexe" com computadores está habituada a Windows, principalmente, tendo em conta os mais velhos, que alguns deles, já têm dificuladade em realizar operações nos Multibancos (ATM's) com os sitemas baseados em Windows existentes.
Por isso, ao lançar distros Linux associadas a estes serviços, tornando-as mais parecidas com o Windows, consegue dois grandes objectivos:

- A facilidade por parte daqueles que têm pouco ou fraco conhecimento informático de continuarem a aceder aos serviços sem problemas de não saberem onde estão as "coisas", como abrir determinado programa e como realizar determinada operação;
- E a apresentação e implementação em grande massa das distros Linux no dia a dia de milhões de pessoas, fazendo uma aproximação gradual, mas significativa entre elas e o Mundo Linux, talvez "recrutando" novos utilizadores que, ao finalmente saberem que se trata de uma distro Linux e, de perceberem que é tão simples ou mais do que funcionar com o Windows, comecem a utilizá-las em casa, escritório, etc.

Por isso, embora TODAS as distros Linux devam manter uma identidade própria, utilizando este processo de aproximação aos utilizadores não é de todo uma má ideia ou um mau caminho!

Quanto aos telecentros que falaste, em Portugal também existem espaços desses, mas como aqui, não sabendo eu quantos espaços existem desses no meu País, achas que 7 mil e poucos chegam para satisfazer a necessiade de um País como o Brasil, que conta com aproxidamente 300 milhões de pessoas na sua população?!

É uma boa iniciativa, mas não chega!!

Esse tipo de ensino, devia ser obrigatório nas escolas públicas, desde os primeiros anos, promovendo o uso de software livre e open source como forma de educar os alunos no espirito de comunidade, entre-ajuda, partilha de conhecimentos, conhecimento informático, ferramentas de trabalho e a enormidade de dinheiro em licenças, etc que TODOS os Países do Mundo poupavam tanto nas escolas, como em TODOS os serviços e instituições Públicas, levando a uma redução fiscal sobre a População e um melhor aproveitamento do dinheiro PAGO por esta ao Governo para a manutenção e governo do País.

Just my two cents... :desdentado:

Hasta.
It is only in Love and Murder, that we still remain sincere! - Friedrich Durrenmatt
Avatar do usuário
Miguel Fonseca
Bleeding-edge Helper
 
Mensagens: 2512
Registrado em: 10 Junho, 2011

Re: Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor Xterminator » Qui, 17 de Abril 2014, 18:34

Miguel Fonseca (17-04-2014, 17:09) escreveu:Boas Xterminator, embora concorde com o que escreveste, também existe a outra face da moeda!

Mais de 90% da População Mundial que "mexe" com computadores está habituada a Windows, principalmente, tendo em conta os mais velhos, que alguns deles, já têm dificuladade em realizar operações nos Multibancos (ATM's) com os sitemas baseados em Windows existentes.
Por isso, ao lançar distros Linux associadas a estes serviços, tornando-as mais parecidas com o Windows, consegue dois grandes objectivos:

Spoiler:
- A facilidade por parte daqueles que têm pouco ou fraco conhecimento informático de continuarem a aceder aos serviços sem problemas de não saberem onde estão as "coisas", como abrir determinado programa e como realizar determinada operação;
- E a apresentação e implementação em grande massa das distros Linux no dia a dia de milhões de pessoas, fazendo uma aproximação gradual, mas significativa entre elas e o Mundo Linux, talvez "recrutando" novos utilizadores que, ao finalmente saberem que se trata de uma distro Linux e, de perceberem que é tão simples ou mais do que funcionar com o Windows, comecem a utilizá-las em casa, escritório, etc.

Por isso, embora TODAS as distros Linux devam manter uma identidade própria, utilizando este processo de aproximação aos utilizadores não é de todo uma má ideia ou um mau caminho!

Quanto aos telecentros que falaste, em Portugal também existem espaços desses, mas como aqui, não sabendo eu quantos espaços existem desses no meu País, achas que 7 mil e poucos chegam para satisfazer a necessiade de um País como o Brasil, que conta com aproxidamente 300 milhões de pessoas na sua população?!

É uma boa iniciativa, mas não chega!!

Esse tipo de ensino, devia ser obrigatório nas escolas públicas, desde os primeiros anos, promovendo o uso de software livre e open source como forma de educar os alunos no espirito de comunidade, entre-ajuda, partilha de conhecimentos, conhecimento informático, ferramentas de trabalho e a enormidade de dinheiro em licenças, etc que TODOS os Países do Mundo poupavam tanto nas escolas, como em TODOS os serviços e instituições Públicas, levando a uma redução fiscal sobre a População e um melhor aproveitamento do dinheiro PAGO por esta ao Governo para a manutenção e governo do País.

Just my two cents... :desdentado:

Hasta.


Entendo a sua colocação Miguel, no caso dos Telecentros, estes são instalados em comunidades onde certamente muitos não tem computador e tampouco internet, a quantidade realmente está aquém da real necessidade da população, mas se conseguirem fornecer treinamento para no mínimo 10 pessoas a cada 3 meses já é muito bom.
Só pelo fato de divulgar o Software Livre, pois muitos ainda hoje, preferem utilizar o software pirateado, pois é o que eles aprendem a utilizar na escola, eu gostaria muito de ver isto nas escolas públicas, mas infelizmente, até em instituições de ensino superior públicas o que vemos é totalmente o contrário, sendo que estas deveriam dar exemplo, incentivar os alunos a pesquisar e desenvolver projetos, só assim se desenvolvem novas tecnologias.

Eu defendo a ideia de que o usuário "NÃO" deve ser enganado, deve ficar bem claro que ele está utilizando Linux e não Windows, pode parecer bobo, mas faz uma grande diferença, não criando falsas expectativas "Opa que legal, Windows vou acessar minha conta do Netflix e fazer algumas alterações"
"Baixei o arquivo .EXE e não consigo instalar, por quê?"
Entende, isto é o que acaba acontecendo.
Avatar do usuário
Xterminator
 
Mensagens: 505
Registrado em: 26 Julho, 2012
Localização: Hortolândia - SP / Brasil

Re: Ubuntu no Acessa SP - Term. Metrô Corinthians Itaquera

Mensagempor Miguel Fonseca » Qui, 17 de Abril 2014, 21:20

Pois, como eu escrevi, existem os dois lados da situação (moeda).

Existem bons motivos para o fazer e bons motivos para não o fazer!

Como muita coisa na vida!

O equilibrio entre os dois lados, será sempre o grande objectivo!

Hasta.
It is only in Love and Murder, that we still remain sincere! - Friedrich Durrenmatt
Avatar do usuário
Miguel Fonseca
Bleeding-edge Helper
 
Mensagens: 2512
Registrado em: 10 Junho, 2011


Tópicos Similares:

Voltar para Ubuntu na área

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante