Bem-vindo: Qua, 26 de Julho 2017, 13:25 Pesquisa avançada

Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Esta secção do Forum é dedicada à partilha de xperiências com o nosso sistema. Você utiliza um determinado conjunto de programas (e de uma determinada maneira) para aumentar a sua produtividade, então partilhe essa informação!

Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Luis Cardoso » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 15:34

Mudança de Ubuntu para Debian




    Depois de algum tempo a usar Debian, achei por bem vir dar o meu testemunho e referir o porquê (justificar) desta mudança, abdicando assim do Ubuntu. Apesar de ser um dos redactores do Ubuntued, o facto é que já não uso Ubuntu (só esporadicamente, quando visito a família por ter lá uma máquina com Ubuntu 12.04), substituindo-o por Debian.

Ubuntu, porque pesas tanto?



Quem certamente se lembra do Ubuntu até à versão 10.10 sabe bem do seu desempenho, todavia com a vinda do Gnome 3 e do Unity, veio também o peso excessivo, principalmente pela adopção do Kernel PAE em todas as máquinas de 32 bit, quando nem todas as máquinas e nem todos os drivers se dão a 100% com este Kernel. Para além de incluir uma funcionalidade que para quem tem menos de 4GB é um total absurdo.

Na esperança de que o Ubuntu fosse melhorando e que apenas se tratara da fase de transição, sempre muito complicada, devido ao facto de mexer com muitas bibliotecas do sistema, continuei a usar Ubuntu até à versão 13.04. Chegando a esta, disse para comigo -- BASTA. Porquê? Eu sei que não tenho um PC topo de gama, mas sei que ele é bem capaz de mais, por isso parti para outras margens, já que ele ficava cada vez mais lento a cada nova versão do Ubuntu. Mesmo aplicando alguns ajustes, desinstalando quase metade do Ubuntu, a coisa ficava sempre à margem...

Debian estável e rápido



Decidi então experimentar o recém anunciado Debian 7.0, testando com o Kernel 486 e com o 686 (Kernel-PAE), até que vi que o PC se portava bem melhor com o Kernel 486, ou seja, sem a componente PAE que permitia a computadores de 32 bit terem mais de 4GB de RAM usáveis. Apesar de ter referido que se portava melhor com o 486, não significa que não era usável com o 686, aliás, mesmo com o 686 tinha um desempenho melhor do que com o Ubuntu com o mesmo Kernel, apenas tinha uma certa tendência a aquecer mais depressa do que o 486, devido ao facto de estar a correr mais rotinas, nomeadamente o que permite lidar com o PAE e devido ao facto de os drivers não estarem 100% optimizados para o Kernel PAE.

Desde que passei a usar o Debian, passei a ter menos dores de cabeça, nomeadamente pelo facto de ao se ter mais do que um Ambiente Gráfico, haver sempre muita instabilidade associada, que não se tem vindo a verificar nesta distribuição, ao contrário do que acontecia no Ubuntu. Neste último, chegava ao cúmulo de fechar uma aplicação Gtk3 e o Openbox ir abaixo, já no Debian isso não acontece. Isto é um de muitos exemplos de instabilidades que se podem encontrar no Ubuntu.

Depois o facto de todo o meu hardware ser Intel-Based, torna mais fácil adoptar o Debian, justamente porque não requer drivers proprietários para que funcione correctamente. Assim, depois de instalado, mesmo sem ter acesso à Internet, posso-o usar sem ter de fazer absolutamente nada de mais, e como vem com as ferramentas que mais uso no Linux, nomeadamente editor de texto (Office e Gedit), editor de imagem (Gimp e Inkscape) entre outras aplicações, posso seguir com o meu trabalho.

Passando ao assunto da estabilidade, factor que me levou a abandonar o Ubuntu, devo dizer que o Debian é uma distribuição que não brinca em serviço, principalmente quando o assunto é segurança e estabilidade. Por isso se procuram estes requisitos, recomendo que o testem ;)

Estou bastante satisfeito com o facto de ter mudado para o Debian e com ele aprendi muito mais sobre Linux, do que o Ubuntu alguma vez me permitiria aprender!
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10451
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Claudio Novais » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 22:03

Luis Cardoso (16-02-2014, 14:34) escreveu:Quem certamente se lembra do Ubuntu até à versão 10.10 sabe bem do seu desempenho, todavia com a vinda do Gnome 3 e do Unity, veio também o peso excessivo, principalmente pela adopção do Kernel PAE em todas as máquinas de 32 bit, quando nem todas as máquinas e nem todos os drivers se dão a 100% com este Kernel. Para além de incluir uma funcionalidade que para quem tem menos de 4GB é um total absurdo.


Acho que isto é um resumo de tudo o que aconteceu nos últimos 2 ou 3 anos no Ubuntu. Infelizmente foi muita coisa ao mesmo tempo, o GTK3 infelizmente e estranhamente trouxe alguma lentidão associada. Nem sei bem porquê. O Unity, nem se fala na falta de performance e, claro, a questão do Kernel é um factor determinante que eu acho que deviam manter a opção Non-Pae. Até para computadores mais novos, os netbooks, essa versão seria mais atrativa, por isso acho que foi uma má escolha.

Um outro fator interessante desta análise é a questão dos vários ambientes. Isso pode sempre complicar um pouco a estabilidade do sistema, mas não acho que seja algo de muito grave, no geral. Acho, sim, que é grave é a questão dos problemas que o Unity cria em relação a outros ambientes. Para os utilizadores mais fãs do Ubuntu provavelmente não vão gostar do que eu digo, mas a verdade é que há inúmeras situações que compravam todas aquelas teorias que dizem que o pessoal da Canonical provocam incompatibilidades com concorrências, neste caso com outros ambientes gráficos.

Apesar de toda a esta minha opinião que tem ficado mais negativa ultimamente, eu continuo a gostar da excelente forma produtiva como o Unity funciona e portanto uso-o todos os dias. Claro está que faço-o porque tenho um computador relativamente novo e que portanto não tem problemas de performance.

Para finalizar, concordo plenamente com esta decisão de mudar para o Ubuntu. Concordo para utilizadores que têm bons conhecimentos de Linux. Acho que no processo de evolução do Linux, é perfeitamente natural evoluir do Ubuntu para o Debian. Mesmo! Acho que depois, em termos de evolução, só mesmo para os mais aventureiros (e não no sentido de dificuldade, mas sim no sentido de mudança de padrões de utilização, apenas), a seguir vem o Arch.

Obrigado Luís pela Análise, gosto muito de ver este tipo de reflexões críticas sobre a utilização do Linux em geral. Se for relativo ao Ubuntu, melhor! Neste caso, não beneficia o Ubuntu, mas é sempre bom que o debate acrescente informação útil, como foi esta análise! ;)
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Luis Cardoso » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 22:46

Muito obrigado pelas tuas palavras ;)

E sim, eu não tenho um portátil que chegue aos calcanhares do teu, mas como electrotécnico que sou, sei bem das capacidades que o meu tem, e por mais que a Canonical tente atirar areia aos olhos para me tentar obrigar a mudar de portátil, preferi ir directamente à fonte, i.e., o Debian, já que este me mostrou que eu tinha razão!
ImagemImagem
«Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar um só dia na tua vida» - Confúcio
Avatar do usuário
Luis Cardoso
Redator
 
Mensagens: 10451
Registrado em: 26 Maio, 2011
Localização: Portugal

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor lufilte » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 23:19

Concordo com este pequeno resumo. Pois aqui estão algumas das razões do porque voltei ao Debian. Mas desta vez estou no testing e não quero mudar.
Para terem uma noção do que digo estou com o LaciOS 64 com a versão Alfa 1 embora já se esteja perto da estável eu ainda não mudei e fazendo todas as actualizações normais da Debian.
Avatar do usuário
lufilte
 
Mensagens: 8
Registrado em: 11 Outubro, 2012

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor anna kamilla » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 23:26

gente, essa foi boa, eu sei que eu estou em um fórum de ubuntu. mas no meu note o que ficou bom é o Debian, versão 64, pois o i486 fazia justamente ao contrário do que o do teu, amigo.

eu usei ubuntu durante muito tempo no meu pc, para ele parecia que era o mais estável fora o slack, mas nesta máquina só rodou até o 10.04 e, ainda rodava com pae com 1,5 gb.


meu note não é antigo e nem é muito potente

é um atom d525 com 4 gb de ram e hd de 320 gb.


usei ubuntu nele até o 13.04, e debian 7 32 e 64 bits.
Avatar do usuário
anna kamilla
 
Mensagens: 48
Registrado em: 12 Junho, 2011

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Claudio Novais » Dom, 16 de Fevereiro 2014, 23:29

Eu acho que o Debian só tem é um problema que devia melhorar: o facto de quererem ser o mais livres possíveis acabam por não disponibilizar de forma automática certos drivers, nomeadamente os da placa wireless. Acho que a falta da rede é um dos problemas que mais faz os utilizadores desistirem, logo de início, do Debian.

EDIT:

Anna, o facto de você utilizar o Debian não a proibe de utilizar o Forum do Ubuntued! A grande maioria das coisas que aqui falamos são compatíveis com o Debian! Aliás, como sempre, desde já a convido a partilhar o seu ambiente de trabalho:
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Ron Alon » Seg, 17 de Fevereiro 2014, 0:06

Interessante.

Eu gostaria de saber como o Unity se comporta no Debian. Luis testaria essa? :)
Avatar do usuário
Ron Alon
Redator Geekzinho
 
Mensagens: 4145
Registrado em: 27 Julho, 2011
Localização: São Vicente-SP / Brasil

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Claudio Novais » Seg, 17 de Fevereiro 2014, 0:09

ahhahah, duvido que ele testasse, em todo o caso seria ótimo que o fizesse, nem que para isso tivesse de fazer um backup prévio, por exemplo com o clonezilla:

Mesmo assim, tenho a dizer que o Unity já esteve (e digo o verbo neste tempo, pois penso que não têm atualizado com frequência) no Arch e o pessoal dizia que tinha melhores rendimentos. Mesmo assim, nunca vi factos sobre esse assunto.

Acho que o maior problema do Unity está no abuso de dependências sem sentido, na minha opinião, que fazem atrelar um conjunto vasto de pacotes quando apenas se quer a interface. :roll:
Avatar do usuário
Claudio Novais
Editor do Ubuntued
 
Mensagens: 16869
Registrado em: 25 Maio, 2011

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Ariel de Oliveira » Seg, 17 de Fevereiro 2014, 0:25

Luis Cardoso, sobre o problema do kernel, não seria o caso de se fazer um remake (ou "refisifuqui", mas acho esse nome feio) do Ubuntu corrigindo esse problema?
Avatar do usuário
Ariel de Oliveira
 
Mensagens: 4
Registrado em: 17 Fevereiro, 2014
Localização: Aracaju, Sergipe, Brasil

Re: Adeus Ubuntu... Olá Debian :)

Mensagempor Strobe » Seg, 17 de Fevereiro 2014, 0:36

Debian é Debian :rox:
o resto é mimimi...
Avatar do usuário
Strobe
 
Mensagens: 310
Registrado em: 17 Novembro, 2012

Próximo

Tópicos Similares:

Voltar para Testemunhos/Depoimentos

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante