Bem-vindo: Seg, 22 de Julho 2019, 11:30 Pesquisa avançada

PT aposta na eficiência e na poupança com o serviço SmartM2M

Secção dedicada a Noticias que não estejam diretamente relacionadas com Software OpenSource! Partilhe aqui notícias sobre Internet, Curiosidades, Guiness, Desporto, Astronomia... resumidamente de tudo! :)

PT aposta na eficiência e na poupança com o serviço SmartM2M

Mensagempor nuno_nunes » Ter, 6 de Novembro 2012, 14:13

A Portugal Telecom (PT) lançou durante a Technology & Innovation Conference o serviço SmartM2MPT, um sistema de comunicação automático entre máquinas que garante às empresas uma maior eficiência de produção e que se traduz em poupança económica.

O projeto da PT ainda está em fase piloto e neste momento são perto de 20 as entidades empresariais que estão a testar as diferentes soluções disponibilizadas pela marca portuguesa. Ao todo são dez os serviços oferecidos às empresas e que tentam cobrir algumas das principais áreas de despesa que podem estar relacionadas com os seus serviços: gestão de conetividade, supervisão de vendas, gestão de eficiência energética e gestão de rotas são algumas das ofertas disponíveis.

Existem outros serviços que se enquadram mais no modelo de gestão das entidades públicas, como gestão de iluminação pública ou telecontagem de águas. A comunicação feita entre máquinas é automática e não requer ação humana, e é aqui que boa parte da eficiência e da poupança é conseguida.

Dependendo do serviço requisitado, são introduzidos sensores nos terminais que se querem controlar e que usam adaptadores de protocolo para saber que tipo de dados é preciso transmitir e com que frequência. Os dados são depois comunicados para uma plataforma online a partir da qual será feita a análise e gestão de produtos.

A gestão do SmartM2MPT é feita pelos próprios clientes, pelo que a PT apenas tem papel na disponibilização de serviços, de técnicos e de suporte. Algumas das áreas do SmartM2MPT podem ser controladas a partir de aplicações móveis, mas como referiu Luís Lopes, um dos gestores do projeto, em conversa com o TeK, "não se justifica o controlo dos terminais através de dispositivos móveis em todos os casos". "No caso da iluminação público faz sentido", exemplificou.

Quanto às poupanças prometidas, estas são garantidas em todos as áreas de serviço "mais que não seja pela eliminação do processo de contagens e por algumas deslocações feitas", garantiu o gestor. É difícil de calcular a poupança exata que cada empresa pode ter com a adesão ao SmartM2MPT, pois depende muito daquilo que gastam na altura da adesão. Ainda assim as poupanças na maior parte dos casos devem ser de 20%. No caso da iluminação pública os ganhos são ainda mais consideráveis: "Se optarem pelo nosso serviço e pela troca de lâmpadas LED, a poupança pode ser de 60% ou 70%".

O vídeo que reproduzimos abaixo mostra algumas das potencialidades do serviço.

Video: http://videos.sapo.pt/SgZ5mnbfdzmrYEcBKY82

Os clientes podem optar por alugar equipamentos da PT, mas a empresa também trabalha com equipamentos de outras empresas, desde que sejam compatíveis com o sistema criado pela operadora. Qualquer empresa, desde que precise de serviços que vão de encontro aos disponibilizados, pode preencher o formulário para se tornar cliente das soluções SmartM2M.

Luís Lopes não conseguiu adiantar os custos que a adesão ao novo serviço da PT pode ter para um novo cliente, "porque depende muito do tipo de serviço" e da modalidade que procura. Os tarifários são específicos para cada cliente e são definidos por uma análise de um especialista que entra em contacto com cada nova empresa interessada em aderir ao SmartM2MPT. A única divisão que a Portugal Telecom faz é entre Pequenas e Médias Empresas (PME) e grandes empresas. Para as primeiras existe o pacote Negócios e para a segunda existe o pacote Prime.

Quando confrontados com a possibilidade de uma falha técnica condicionar o desempenho do serviço, Luís Lopes explicou que "as máquinas não precisam de estar sempre em contacto" e que os problemas de conetividade são automaticamente detetados na plataforma de análise de dados. E quando estas situações acontecem, em menos de 24 horas uma equipa de técnicos dá resposta às dificuldades detetadas.

O projeto piloto está a ser atualmente apenas testado em Portugal mas a expansão para o estrangeiro é uma certeza do SmartM2M. O próximo destino será o Brasil através do programa PT Inovação.

Fonte: Tek


Avatar do usuário
nuno_nunes
 
Mensagens: 3931
Registrado em: 28 Maio, 2012
Localização: Pampilhosa da Serra - Portugal

Voltar para Notícias Gerais

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Google [Bot] e 8 visitantes

cron